Publicidade

Colunas

MULHERES MACHISTAS

quinta-feira, 30 junho de 2016.

mulheres machistasEm época de um estupro abominável da menina de dezesseis anos, todo mundo falou sobre violência e, sobretudo, do machismo que domina ainda nossa sociedade. Na semana passada falei sobre o tal “sagrado feminino”, de Dan Brown, aqui na minha “Labareda”, execrando o “machismo”… Meu amigo José Lucas Góes Benevides falou sobre a naturalização do machismo em seu “Papo Aberto”… Mas… e as mulheres?

Pode parecer absurdo, mas, infelizmente, existem, sim, mulheres extremamente machistas, que aceitam ser subjugadas e ficar em último plano como verdade incontestável, fazem julgamentos maldosos de outras mulheres e cobram dos homens uma postura provedora. São as partidárias daquilo que já virou piada, todos lembram por quê… rsrsrs!: “bela, recatada e do lar”…

O fato é que, conscientemente ou não, elas mesmas são as atrizes principais do teatro de “reforço ao machismo”…

São muitos os artigos sobre esse assunto, no entanto, muitos deles concordam com as seguintes situações em, que nós, mulheres e mães, ajudamos a perpetuar esse estado de coisas que diz que o homem é um “ser superior” e a mulher sua “súdita”:

 

CRIAR FILHOS DE MODO DIFERENTE  – aqui estamos falando de meninos e meninas. Ninguém aqui vai chegar ao extremo de pregar a ideologia de gêneros, “abrir” sobre travestis e transgêneros para filhinhos muito pequenos… mas também não dá mais para ficar naquele de “menino tem que brincar com caminhãozinho e menina, com boneca”. Não dá mais para ficar dividindo as tarefas de casa de forma desigual – com as meninas e as mães lavando a louça do jantar enquanto os meninos assistem à TV com os pais. Esses afazeres não dependem de sexo ou gênero para serem feitos. Só reforça o conceito errôneo de que HOMEM não pode trocar fraldas nem ajudar suas esposas em alguns afazeres. O mundo mudou… Não se pode “perder o trem da história”.

Vejam! É apenas um “aperitivo” do que vocês podem encontrar lá na CHARME MODAS! Vale a pena conferir!

Vejam! É apenas um “aperitivo” do que vocês podem encontrar lá na CHARME MODAS! Vale a pena conferir!

– A PROFESSORA (ESCOLA) SER PRESSIONADA PARA NÃO FALAR SOBRE A IGUALDADE DE GÊNEROS – Nesse caso, não podemos esquecer que a questão de gênero vai para além da discussão sobre sexualidade. É preciso desconstruir o discurso retrógrado e alienante sobre a denominada “ideologia de gênero” de que já falamos acima. “A escola deve propor as mesmas oportunidades para meninos e meninas, contribuindo com sua autonomia e com a construção de uma sociedade sem violência de gênero física e psicológica. No âmbito da escola, é possível realizar projetos interdisciplinares, eventos, apresentações artísticas, concurso de cartazes e programas de rádio sobre este tema”. Principalmente, talvez, no Ensino Médio, certos temas deveriam ser debatidos. (Eu começaria antes, mas aí… ai, ai! Haja luta contra o preconceito!). O Plano Nacional de Educação (PNE) e os Planos Estaduais e Municipais de Educação bem que têm tentado introduzir isso nos currículos, mas tropeçam invariavelmente em evangélicos e religiosos diversos que usam a Bíblia como escudo para a própria insegurança em relação à educação que dão em casa a seus filhos, e políticos das bancadas evangélicas que se aproveitam disso para robustecer suas plataformas eleitorais, fazendo o maior escarcéu com esse assunto só para ganharem mais votos. Essas bancadas religiosas afirmam que essas discussões deturpariam os conceitos de homem e mulher, destruindo o modelo tradicional de família. Mas não é isso o que se pretende, e sim, que as diferenças sejam RESPEITADAS. Ninguém precisa “amá-las”! Elas existem, sim, e ponto! Adianta querer “tapar o sol com a peneira”?? (estando fora da escola, nem sei a quantas anda isso no PNL. Talvez já tenha sido aprovado… Depois alguém me conta?). A escola é um dos locais – talvez até o mais propício, para se falar sobre o bullying, racismo, agressões físicas aos homossexuais, e outras iniquidades. Enfim… RESPEITO para com seres humanos em geral. Há que se parar com esse incentivo irracional ao ódio…

Mais uma dica do nosso competente Dr. Eduardo. Bom seguir...

Mais uma dica do nosso competente Dr. Eduardo. Bom seguir…

 

– ELA NÃO É MULHER PRA CASAR – Esse comentário é, muitas vezes, repetido pela própria mulher, que pode não se dar conta da separação preconceituosa e machista que se faz entre ‘mulheres para casar’ e ‘mulheres para transar’, com a intenção de se diferenciar das chamadas “periguetes”.

“As mulheres acabam reproduzindo a lógica da sociedade machista. A culpa [desses atos] não é das mulheres individualmente, mas do patriarcado que se reproduz segundo esse sistema”, aponta Tica Moreno, socióloga da Sempreviva Organização Feminista. É o reforço da “mulher-objeto”…

 

–  CRITICAR MULHERES COM VIDA SEXUAL ATIVA – ainda dentro daquela visão tradicionalista de “pecado”… da época em que nossas avós e tataravós ensinavam que “mulher decente não pensa nessas coisas”. Um artigo que li cita como aquele “lixo” de programa, o Big Brother Brasil, reproduziu um julgamento comum que a sociedade faz das mulheres solteiras que têm uma vida sexual ativa e com diferentes parceiros, sendo tachadas por isso como promíscuas, enquanto os homens que têm a mesma atitude são celebrados como garanhões. O programa fez isso quando dois casais praticaram sexo frequentemente e sem falsos pudores, e o público majoritariamente feminino da atração eliminou as mulheres que faziam parte dos pares e manteve os homens no confinamento (não sei nem que edição foi essa…). Minha visão pessoal sobre isso é que as mulheres solteiras têm o direito de saírem com quem quiserem e quantas vezes quiserem sem por isso serem taxadas de promíscuas e indecentes. (Já repararam? Artista “pode”! Como elas falam em “maridos”, durante a vida trocam-nos várias vezes, e todo mundo acha normal. Por que não as outras “pobres mortais”?). Como eu disse, o mundo mudou faz tempo… “Assim caminha a humanidade”, doa a quem doer. Mas… daí a aceitar essa pouca vergonha que se vê em rede nacional é um pouco demais… Pra tudo neste mundo tem lugar e hora. Qual a lógica de o público feminino ter eliminado as mulheres e deixado os homens? (Culpada é a Globo de manter no ar um programa desses. Culpado é o público que ainda o prestigia!!)

 

– PÔR A RESPONSABILIDADE DA TRAIÇÃO SÓ NA MULHER  A toda hora sabemos de casos em que um homem comprometido trai sua namorada ou esposa com outra. Quem fica com a culpa? Ou a “sirigaita”, que seduziu o homem “indefeso”, ou a própria traída, porque, se o parceiro traiu, é porque “foi procurar na rua o que não encontrava em casa”. O homem? Ah, esse não tem culpa nunca, mas a mulher! “Esse tipo de ponto de vista [culpabilização da mulher] acaba tirando a responsabilidade dele”, pondera a mesma Tica já citada.

 

Muitas outras situações são apontadas, mas essas acredito que já tragam uma certa luz àquelas mulheres que desejam criar seus filhos para que sejam aptos a viverem numa sociedade que está em eterna metamorfose… sob pena de, daqui a alguns anos, serem eles os alvos de discriminação por estarem totalmente fora da realidade…

E então, mulher…

mulheres machista1s

 

http://www.opolemico.com.br/Polemicas/comportamento/162-situacoes-em-que-as-proprias-mulheres-reforcam-o-machismo

 

http://www.aratuonline.com.br/blogmulherzinha/2015/01/06/mulheres-machistas/

 

http://delas.ig.com.br/comportamento/2015-03-07/sete-situacoes-em-que-mulheres-reforcam-machismo-contra-elas.html

 

http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2015/06/1647528-por-pressao-planos-de-educacao-de-8-estados-excluem-ideologia-de-genero.shtml

Comentarios

Publicidade
domsegterquaquisexsáb
     12
17181920212223
24252627282930
31      
28      
       
      1
       
     12
2425262728  
       
      1
3031     
     12
24252627282930
       
  12345
2728293031  
       
2930     
       
    123
25262728293031
       
    123
18192021222324
25262728   
       
 123456
78910111213
21222324252627
28293031   
       
     12
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
       
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
       
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
       
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
       
      1
9101112131415
23242526272829
3031     
    123
252627282930 
       
 123456
14151617181920
21222324252627
28293031   
       
      1
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      
   1234
567891011
       
   1234
12131415161718
19202122232425
262728    
       
293031    
       
    123
11121314151617
       
  12345
13141516171819
27282930   
       
      1
23242526272829
3031     
    123
18192021222324
252627282930 
       
28293031   
       
   1234
567891011
       
     12
3456789
17181920212223