Publicidade

Colunas

Violência contra a mulher, feminicídios – a naturalização do machismo

sábado, 25 junho de 2016.

        leimariadapenha_mulheresA Lei Nº 13.104, de 9 de Março de 2015, incluiu uma  nova modalidade de homicídio no Código Penal: o feminicídio. De acordo com o texto, define-se como feminicídio o homicídio cometido ‘’contra a mulher por razões da condição de sexo feminino’’, e coloca esse crime no rol de crimes hediondos, logo, sendo homicídio qualificado, a pena vai de 12 a 30 anos.

Segundo o relatório da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito sobre Violência contra a Mulher, que deu origem à lei, “O feminicídio é a instância última de controle da mulher pelo homem: o controle da vida e da morte. Ele se expressa como afirmação irrestrita de posse, igualando a mulher a um objeto, quando cometido por parceiro ou ex-parceiro; como subjugação da intimidade e da sexualidade da mulher, por meio da violência sexual associada ao assassinato; como destruição da identidade da mulher, pela mutilação ou desfiguração de seu corpo; como aviltamento da dignidade da mulher, submetendo-a a tortura ou a tratamento cruel ou degradante’’.

A violência contra a mulher obviamente não é algo novo, pelo contrário, tem lastro social e histórico, pois emerge de uma sociedade patriarcalmente constituída e que, muitas vezes, acaba sendo tragicamente naturalizada. É comum ouvir, em situações de violência, justificativas das mais variadas, tais como “ele só fica agressivo quando bebe’’, ‘’estava nervoso’’, “ele vai mudar’’, ‘’ mas ele sempre botou comida dentro de casa’’, ‘’mas ele é um bom pai’’, dentre outras justificativas, muitas vezes assim as próprias vitimas justificam agressões sofridas com tais argumentos, ou por terceiros, quando a  mulher denuncia o agressor. E essas agressões consideradas ‘’justificáveis’’, as quais a mulher muitas vezes tem medo de denunciar porque teme pela própria vida ou, mesmo, pela vergonha de ser apontada na rua como culpada ou corresponsável pela atitude do convivente, é que dão origem aos crimes que compõem as estatísticas de violência contra a mulher e aos feminicídios.  (que podem ser conferidos neste link:

http://www.compromissoeatitude.org.br/dados-nacionais-sobre-violencia-contra-a-mulher/ )

banner_maria_penha

Também é fato que a sociedade, não raro, se omite, pois a ideia do dito popular “Em briga de marido e mulher ninguém mete a colher” é quase que um mantra do machismo e da hipocrisia. Expressões como essas são tomadas como ‘’sábios conselhos’’ daqueles que muitas gerações dizem ‘’há séculos’’ que a frase já era dita por seus avós, o que só demonstra que o machismo e a violência contra a mulher vêm de longe. Outros ainda soltam jocosidades de muito mau gosto, do tipo “Nem todas as mulheres gostam de apanhar, só as normais.’’, em referência à clássica frase do dramaturgo Nelson Rodrigues.

Piadas como essa corroboram o endosso de uma cultura que naturaliza a violência contra a mulher, a cultura do ‘’ser homem’’ como uma prerrogativa para o cometimento de ações de violência contra a mulher, seja ela física, moral ou sexual, segundo a qual  caberia a ela o papel de “compreender”,  e de ‘’compreensão’’ em ‘’compreensão’ as alarmantes estatísticas de violência e feminicídios crescem  e a ‘’cultura do estrupo’’ mostra a cara.

 

.

 

Comentarios

Publicidade
domsegterquaquisexsáb
     12
17181920212223
24252627282930
31      
28      
       
      1
       
     12
2425262728  
       
      1
3031     
     12
24252627282930
       
  12345
2728293031  
       
2930     
       
    123
25262728293031
       
    123
18192021222324
25262728   
       
 123456
78910111213
21222324252627
28293031   
       
     12
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
       
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
       
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
       
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
       
      1
9101112131415
23242526272829
3031     
    123
252627282930 
       
 123456
14151617181920
21222324252627
28293031   
       
      1
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      
   1234
567891011
       
   1234
12131415161718
19202122232425
262728    
       
293031    
       
    123
11121314151617
       
  12345
13141516171819
27282930   
       
      1
23242526272829
3031     
    123
18192021222324
252627282930 
       
28293031   
       
   1234
567891011
       
     12
3456789
17181920212223