Publicidade
Publicidade

Notícias Geral

Corujão da vacinação é nova estratégia para ampliar campanha no Paraná

quarta-feira, 7 abril de 2021.

As pequenas e microempresas paranaenses dos segmentos mais afetados pela pandemia receberão um auxílio emergencial do Governo do Estado. O anúncio foi feito  pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior. As iniciativas tramitarão na Assembleia Legislativa
Foto Gilson Abreu/AEN

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta terça-feira (6) no Palácio Iguaçu que a campanha de vacinação no Paraná vai até a meia-noite a partir dos próximos dias em alguns municípios, esforço que se soma à campanha de domingo a domingo para agilizar a imunização no Estado. A ideia é acelerar a aplicação das doses que estão disponíveis.

O Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 começou a ganhar novo corpo com a chegada de mais vacinas e a perspectiva de alcançar mais públicos prioritários num futuro próximo, como pessoas com comorbidades e profissionais da educação. Até a manhã desta terça-feira 1.213.773 pessoas tinham sido imunizadas no Estado com a primeira dose e 266.704 com a segunda dose, segundo o Vacinômetro, o que significa que 11,62% da população geral foi imunizada, acima da média nacional (9,4%).

“A ideia é ir até meia-noite em alguns municípios que precisam desse apoio. Estamos criando condições para auxiliar a acelerar a aplicação. Tem município veloz, mas alguns não conseguem ter essa dinâmica. São 399 realidades diferentes. Por isso precisamos dessa união”, afirmou Ratinho Junior.

Ele também disse que o Paraná está entre entre os dez estados que vacinam mais rapidamente a população e que há agilidade na distribuição estadual, com apoio de aeronaves e caminhões refrigerados.

“Detectamos que alguns municípios tinham receio de acabar com a aplicação das doses, mas a ideia é que acabe mesmo. Quanto antes imunizarmos as pessoas menores são as chances delas desenvolverem alguma forma grave. Se acabar antes, ótimo. Se os municípios puderem fazer a campanha todos os dias, também é importante”, acrescentou.

O governador frisou que o Paraná formalizou a intenção de compra de 16 milhões de imunizantes e ainda aguarda posicionamentos dos laboratórios. A negociação está sendo feita pelo Consórcio Paraná Saúde. O Governo do Estado também aderiu ao movimento Unidos pela Vacina para facilitar a distribuição de imunizantes e insumos a todos os brasileiros até o final do ano, com objetivo de agregar esforços das iniciativas pública e privada.

“Desde o ano passado começamos a conversar com diversos laboratórios. Optamos em fazer essa conversa ampla e dinâmica, mas eles estão empenhados em fazer a venda direta para o Ministério da Saúde. Todos estão atendendo o governo federal com a produção que já existe. Há uma disputa global por esses imunizantes”, disse o governador.

BALANÇO – Ratinho Junior também fez um balanço da vacinação no Paraná. Ele citou que o Estado está à frente de alguns países da Europa em relação à velocidade de imunização. Cerca de 13% da população de 18 anos ou mais recebeu a 1ª dose da vacina, número superior à Alemanha, Holanda, Grécia e Croácia.

Em outro recorte, da população de mais de 80 anos imunizada, o Paraná ultrapassou índice de 85%, à frente de Portugal, Finlândia, Dinamarca e Noruega. Em relação à população de mais de 60 anos, o Estado está na frente de Bélgica e Portugal, por exemplo. Os números foram levantados pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes).

O governador também disse que o Estado está auxiliando os municípios com insumos, política que começou antes mesmo da vacinação, com a preparação das 1.850 salas e treinamento dos vacinadores. Já foram entregues 11 milhões de agulhas e seringas e outras 34 milhões estão em licitação, com investimento de quase R$ 20 milhões.

Ele também afirmou que já foram adquiridos 21 câmaras para conservação de imunizantes, 23 unidades de ar-condicionado, 24 freezers comuns e quatro contêineres para conservação de vacinas. Ainda estão em licitação mais 110 câmaras de conservação. O investimento ultrapassa R$ 15 milhões e permite ao Estado se antecipar para o momento da chegada de lotes maiores do Ministério da Saúde.

Publicidade
domsegterquaquisexsáb
    123
18192021222324
252627282930 
       
28      
       
      1
       
     12
2425262728  
       
      1
3031     
     12
24252627282930
       
  12345
2728293031  
       
2930     
       
    123
25262728293031
       
    123
18192021222324
25262728   
       
 123456
78910111213
21222324252627
28293031   
       
     12
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
       
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
       
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
       
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
       
      1
9101112131415
23242526272829
3031     
    123
252627282930 
       
 123456
14151617181920
21222324252627
28293031   
       
      1
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      
   1234
567891011
       
   1234
12131415161718
19202122232425
262728    
       
293031    
       
    123
11121314151617
       
  12345
13141516171819
27282930   
       
      1
23242526272829
3031     
    123
18192021222324
252627282930 
       
28293031   
       
   1234
567891011
       
     12
3456789
17181920212223