Publicidade
Publicidade

Notícias Polícia

Motorista do caminhão avançou trevo

quarta-feira, 4 janeiro de 2017.

Ao prestar depoimento na manhã de segunda-feira, 2, na Delegacia de Polícia de Goioerê, o motorista do caminhão Mercedes Benz, de Janiópolis, que se envolveu no acidente trágico na noite do dia 31, no trevo de acesso a Gocapaioerê, na BR-272, deu detalhes à cerca da tragédia que vitimou cinco pessoas de uma mesma família e deixou outras duas crianças gravemente feridas.

No local morreu o motorista do Monza, Jhone Aparecido Moraes, sua esposa Luciana Kutny Chagas, 25 anos, e dois filhos do casal – 5 e 10 anos – e uma irmã de Jhone, Naiara da Silva, 23 anos, de Assis Chateaubriand.
O ACIDENTE. De acordo com o motorista do Mercedes Benz, placas BWG-3562, José Aparecido Camargo Gomes, no momento do acidente ele vinha para Goioerê, pela BR-272, e ao contornar o trevo, segundo ele em baixa velocidade, para entrar para Goioerê, foi atingido pelo Monza que cruzou o trevo em alta velocidade em direção a Vila das Candeias.
Segundo José Gomes, ele nacidente-6ão percebeu a aproximação do Monza no momento em que avançou o trevo e foi atingido pelo Monza, provocando uma das maiores tragédias já registradas naquele local.
ESTARIA ALCOOLIZADO. De acordo com informações obtidas pela Tribuna, Jhone e a família retornavam de Jaracatiá onde teria jantado na casa da sogra, mãe de Luciana. Jhone estaria sob efeito de álcool. Tanto assim que um parente, temendo que pudesse ocorrer algo, tentou por todos os meios que Jhone não viesse para Goioerê onde residia. Inclusive os pneus do carro teriam sido esvaziado e as chaves escondidas.
No entanto, Jhone exigiu as chaves do veículo e em seguida foi encher os pneus. Quando retornou na casa da sogra e pegou os familiares e veio para Goioerê. Pouco tempo depois, por volta das 21:00 horas, no trevo de acesso a Goioerê, a viagem de Jhone foi interrompida e forma trágica tirando a vida de 5 pessoas, todos da mesma família. Uma tragédia que abalou as comemorações do ano novo em Goioerê.
Os corpos da família de Jhone (quatro) foram sepultados na tarde de domingo, 1º, no cemitério de Jaracatiá. O sepultamento de Naiara, irmã de Jhone, foi realizado em Assis Chateaubriand onde residia.

 

Comentarios

Publicidade
domsegterquaquisexsáb
     12
17181920212223
24252627282930
31      
28      
       
      1
       
     12
2425262728  
       
      1
3031     
     12
24252627282930
       
  12345
2728293031  
       
2930     
       
    123
25262728293031
       
    123
18192021222324
25262728   
       
 123456
78910111213
21222324252627
28293031   
       
     12
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
       
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
       
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
       
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
       
      1
9101112131415
23242526272829
3031     
    123
252627282930 
       
 123456
14151617181920
21222324252627
28293031   
       
      1
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      
   1234
567891011
       
   1234
12131415161718
19202122232425
262728    
       
293031    
       
    123
11121314151617
       
  12345
13141516171819
27282930   
       
      1
23242526272829
3031     
    123
18192021222324
252627282930 
       
28293031   
       
   1234
567891011
       
     12
3456789
17181920212223