Publicidade
Publicidade

Notícias Polícia

P.C. trabalha para elucidar o crime de jovem no Jd. América

segunda-feira, 29 junho de 2020.

Desde a noite de sábado, 27, logo após o crime em requinte de execução que vitimou o Diogo Jesus dos Santos de 26 anos, morto com três tiros, dois dos quais atingiu a cabeça, a Polícia Civil de Goioerê trabalha visando desvendar o violento crime registrado por volta das 21:00 horas da noite de sábado.

Algumas pessoas já foram ouvidas. Dentre elas, um primo de Diego que presenciou quando o matador disparou contra a vítima.

A Polícia trabalha com algumas pistas e busca a motivação para o violento crime com requinte de crueldade uma vez que Diogo, não teve tempo de esforçar reação diante do seu desafeto que estava armado com o revólver e não deu tempo da vítima esforçar reação.

Diego estava sentado defronte à sua casa quando o atirador chegou e, sem dizer nenhuma palavra desfechou o primeiro tiro. Diogo tentou correr caindo a poucos metros onde alcançado recebeu dois tiros na cabeça.

Um primo de Diogo que estava no interior da casa ao ouvir o primeiro disparo saiu para fora a tempo de ver o elemento efetuar outros dois disparos que atingiu a cabeça de Diogo que morreu no local.

Em seguida, o elemento que usava blusa escura com toca e boné saiu correndo. Supostamente o atirador estava em companhia de um comparsa.

BRIGA DE BAR. Uma das motivações para o violento crime, segundo conseguiu apurar, teria sido uma desavença motivada entre Diogo e um elemento que teria ocorrido em um bar próximo à casa da vítima. A motivação para a desavença estaria relacionada a questões envolvendo uma jovem.

A Polícia levantou apurou que durante a desavença ocorrida no bar, o desafeto de Diogo o teria ameaçado de morto.

A Polícia Civil quer ouvir as pessoas que estariam no bar onde ocorreu a desavença, assim como levantar a identidade do elemento que teria brigado com Diogo, e que segundo informações seria morador do próprio Jardim América. Ainda segundo informações, Diogo não tinha envolvimento com situações delituosas.

Com a demora na liberação do corpo pelo IML, o velório de Diogo durou cerca de uma hora e foi sepultado na tarde de ontem, domingo.

SEPULTAMENTO. Em razão da demora na liberação do cadáver pelo IML de Campo Mourão, o corpo chegou a Goioerê por volta das 15:00 horas. Foi velado no Memorial Prestar até pouco depois das 16:00 horas. E, em seguida, foi sepultado.

Vale salientar que o sepultamento de Diogo passou das 16:00 horas uma vez que naquela hora havia um sepultamento anteriormente marcado para aquela as 16:00 horas.

No período de pandemia os sepultamentos tanto em Goioerê como em Jaracatiá são realizados somente até as 16:00 horas.

Publicidade
domsegterquaquisexsáb
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031     
      1
       
     12
2425262728  
       
      1
3031     
     12
24252627282930
       
  12345
2728293031  
       
2930     
       
    123
25262728293031
       
    123
18192021222324
25262728   
       
 123456
78910111213
21222324252627
28293031   
       
     12
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
       
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
       
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
       
  12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
       
      1
9101112131415
23242526272829
3031     
    123
252627282930 
       
 123456
14151617181920
21222324252627
28293031   
       
      1
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      
   1234
567891011
       
   1234
12131415161718
19202122232425
262728    
       
293031    
       
    123
11121314151617
       
  12345
13141516171819
27282930   
       
      1
23242526272829
3031     
    123
18192021222324
252627282930 
       
28293031   
       
   1234
567891011
       
     12
3456789
17181920212223